Turismo na Itália: Monte Capitolino

Turismo na Itália: Monte Capitolino

O Capitólio, ou monte Capitolino, é uma das famosas sete colinas de Roma. Trata-se da colina mais baixa, com dois picos separados por uma depressão. Era local facilmente defensável, com alta escarpa exceto no lado que se vira para o Quirinal, desta vez no Monte Capitolino entre o Fórum Romano e o antigo Campo de Marte.

Monte-Capitolino-03

No século XVI, por ordem do Papa Paulo III, Miguelangelo criou esta agradável praça que podemos contemplar depois de subir a Cordonata. No topo dessa mesma Cordonata, duas estátuas de Dioscuri, dois gémeos Castor e Pólux que apesar de terem a mesma mãe são de pais diferentes. A mãe era Leda, mulher de Tíndaro (Rei de Esparta) e foi seduzida por Zeus pai de Pólux.

No topo podemos ver a praça com os seus três palácios e ao centro uma réplica da estátua equestre do imperador romano Marco Aurélio cujo original está no Museu Capitolino instalado nos dois palácios que estão na lateral.
Os palácios que fazem o enquadramento da praça são o Palazzo Nuevo, o de la Conservatori e o de Senatorio que é o que podemos ver ao centro. Os dois primeiros funcionam como o Museu do Capitolino e o último serve de sede da Câmara de Roma.

Monte-Capitolino-02

A Piazza del Campidoglio continua a ser importante, pois o Tratado de Roma nela foi assinado em 1957 e o Palácio dos Senadores é a sede oficial do prefeito da cidade. A Igreja de Santa Maria in Aracoeli (século XII) está adjacente à praça. Nela, foi sepultada Santa Helena, mãe do Imperador Constantino. Seus ossos estão no altar à esquerda da igreja. E uma capela perto da sacristia contém a estátua milagrosa do Santo Bambino, ou o Cristo Menino de Aracoeli.

Endereço: Piazza del Campidoglio, Roma, Itália
Telefone: +39 06 0608
Altura: 21 m
Província: Roma

Fonte: selectitaly/viagem-romaevaticano.blogspot.com.br/livinginiberia.com

Acesse também este link, com dicas históricas e roteiros turíscos:
http://interata.squarespace.com/jornal-de-viagens/2009/11/27/roma-do-capitolino-ao-palatino-3-milenios-de-historia.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *